terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Minipoemas

Quebrei a paciência e atirei os cacos pelo ar.
Entrei pela saída e não vi minha janela.

"Tolinha", pensei, "a janela é de mentira".
"Mentira!", acusou o ser plasmático a meu lado, "A janela só faz parte de um microcosmos ilusório criado para satisfazer a tua necessidade existencial de defenestrar o que te incomoda na tua vida!"

Nenhum comentário: