sexta-feira, 13 de março de 2009

Por todo el metro

Hoje saí cedinho da morada para cumprir um trâmite obrigatório para quem tem visto de estudante: regularizar o visto. Fui sozinha para ter a oportunidade de fazer algo que nem todo mundo gosta, mas que eu não abro mão em qualquer cidade que possa. Passear por todas as linhas do metrô. Em Floripa, logo que cheguei eu fazia isso quando tinha tempo sobrando. Aproveitava os terminais de integração para passear por toda a cidade pagando apenas uma passagem.

Em Santiago não podia ser diferente. Logo que cumpri minha obrigação, vi que não ía dar tempo de cumprir o trâmite seguinte (o registro civil) antes das onze horas, quando eu deveria estar na Usach. Entonces, peguei meu mapinha das linhas do metrô e tracei um itinerário para passar o tempo até as 11h. Nas linhas subterrâneas, meu alvo de observação eram as pessoas. Em atitudes são iguais às pessoas de qualquer metrópole, porém algo mais educadas. Elas cedem lugar aos mais velhos, grávidas, crianças pequenas e mães com crianças pequenas.

Nas linhas de superfície eu pude ver parte da cordilheira que cerca Santiago, encoberta na maior parte do tempo pela poluição. Não dá prá perceber se é perto ou longe da cidade, de tanta fumaça, uma pena.

Nas estações entre um trem e outro, ía lendo os cartazes de eventos e descobri alguns bem interessantes e o principal: Gratuitos! Já tenho um jogo de Hóquei, um balé tailandês e uma exposição sobre a Índia para ir e convidei meus colegas daqui.

O mapa do metro está no site, bem completo para quem quiser saber mais.

2 comentários:

Evelise disse...

jú!!!

amo andar de metrô. se estivesse aí ia ser tua parceira!!

aproveite.

besos...

eve

Marco disse...

isso aí amor...
aproveita pra passear por tudo...

bjooo

amo usted hehe